FNU e sindicatos filiados intensificam pressão política no Congresso contra o PL 3.2161/19

Representantes de sindicatos filiados a FNU estiveram em Brasília essa semana para continuar as pressões sobre os parlamentares para evitar a votação do substitutivo ao PL3.2161/2019 elaborado pelo Deputado Geninho Zuliani que prevê o avanço das privatizações do saneamento no Brasil.

Na última terça feira dia 22/10, diversas entidades se reuniram para definir ações no sentido de se buscar alternativas ao texto do relator. Entre as entidades que se reuniram estavam representantes da CMN, ABM, ONDAS, ASSEMAE, AESBE, ABES, ABAR e FNU. Como encaminhamento resolveram rejeitar o substitutivo do Deputado Geninho e apoiar o voto em separado do Deputado Fernando Monteiro, também presente à reunião, que entre outros pontos mantem o contrato de programa e evita a transformação destes contratos em contratos de concessão e garante a titularidade municipal. Uma nota assinada por todas a entidades ratificou a decisão.

No dia 23/10, quarta feira, em reunião da Comissão Mista que analise o PL 3.261, ficou claro o descontentamento de diversos deputados (as) em relação ao texto do relator e o apoio ao voto em separado. Diante disso o Deputado Geninho resolveu não insistir na votação da sua proposta e se comprometeu a reformular o relatório e disponibilizá-lo a partir do dia 29 e colocar em votação no dia 30/10.

É preciso continuar a pressão, que vem dando resultado, sobre os (as) parlamentares. Somente assim vamos derrotar mais essa iniciativa de privatização do saneamento no Brasil.